top of page

5 etapas para construção de um OKR Consistente

🔥 Inicio do segundo trimestre, muitas empresas finalizando o seu processo de revisão de objetivos e resultados chaves, momento que para muitas fica evidente a falta de consistência dos OKR.


✒Para garantir maior consistência, indico às empresas que sigam 5 etapas que correspondem a 5 perguntas, as quais devem ser respondidas de forma sequencial.


Etapa 1: Como estamos?



Essa é a fase que a empresa deve se debruçar sobre dados, evidências e aprendizados para fins de entendimento e clareza do contexto (seja estratégico ou tático). Essa é a fase mais importante, pois ela vai orientar todas as outras etapas. A empresa deve construir um diagnóstico sólido com base no que os clientes dizem, no que as pesquisas informam, no que os dados indicam, no que os aprendizados ensinam e no que a estratégia orienta.



Etapa 2: O que queremos? 


Com base no diagnóstico, a empresa defini o objetivo. O porquê do objetivo deve ser respondido pelo diagnóstico. Não pode haver dúvidas. Nesse momento é importante evitar frases inspiracionais que não direcionam ou que permitam múltiplas interpretações ou que são genéricas a qualquer empresa. Elas não direcionam, tampouco orientam.



Etapa 3: Como mediremos? 

 


Definido o objetivo, qual(is) métricas vamos utilizar para traduzir de forma quantitativa o sucesso do objetivo? É nessa hora que precisamos mergulhar na piscina de KPIs do negócio e escolher as métricas que irão exercer esse papel. Esse é o momento que um KPI torna-se KR. Portanto, quanto maior a maturidade da empresa em trabalhar com dados, melhor será a acuracidade dos KRs. Empresas pouco "data driven" tem extrema dificuldade de escolher bons KRs.


Etapa 4: Quais as metas? 


Qual o tamanho da ambição? Qual a mudança de patamar esperada? Esse é o momento de calibrar expectativas explicitando o ponto de partida (baseline) e o ponto de chegada (target) de cada KR. 



Etapa 5: O que faremos?


Quais são nossas principais apostas? (projetos, ações, entregas, testes). Com o diagnóstico claro, objetivo definido, KRs descritos e metas declaradas, essa é a fase para se discutir como irá se atingir o resultado esperado. Erro comum é as empresas tratarem iniciativa como KR, confundindo esforço com resultado. Cuidado.


👉 Boas práticas:


Por ser a etapa mais importante a qual irá suportar todas as outras fases invista mais tempo na clareza do diagnóstico e não pule etapas durante o processo de construção.



Discutir KRs e iniciativas sem diagnóstico, objetivo e metas claras é investir em um OKR não consistente.


Precisando de ajuda para introduzir a metodologia OKR no seu negócio?


46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page