top of page

O que o carnaval pode nos ensinar sobre estratégia, gestão e resultado?


Hoje (14/02/2024) é dia de apuração das notas que apontarão a grande campeã do carnaval do Rio. Momento em que toda Escola de Samba espera ouvir a narração da tão sonhada NOTA 10. Basicamente, vence a Escola que somar o maior número de pontos nos diferentes quesitos de avaliação e obter o melhor resultado


No carnaval, uma Escola de Samba precisa escolher qual tema irá abordar no desfile, qual será a melodia, o enredo, as alegorias, a composição da bateria, comissão de frente, mestre sala, porta bandeira, ou seja, ela precisa fazer escolhas antes de dar início a qualquer trabalho. Isso é estratégia.


Entretanto, nem a melhor estratégia irá gerar resultado sem ter processos claros e organizados e sem ter pessoas com habilidades técnicas e atitudes e comportamentos alinhados a esses processos. Isso é gestão. 


A Escola que escrever o melhor enredo e compor a melhor melodia, mas não tiver músicos com habilidades técnicas ou que não apresentarem no desfile atitudes e comportamentos esperados, essa Escola não terá resultado


Da mesma forma, que a Escola que tiver tecnicamente os melhores músicos super motivados e engajados, mas não tiver clareza dos processos de execução da melodia ou não tiver feito a melhor escolha da composição, também não terá resultado.


Essa dinâmica opera igualmente no nível empresarial. 


Resultado nada mais é do que a conjunção de escolhas, processos e pessoas, onde escolhas refletem a estratégia e os processos e pessoas refletem a gestão. 


Colocando esses conceitos numa equação, teremos:


Resultado = Estratégia x Gestão

onde:

Estratégia = Escolhas

Gestão  = Processos x Pessoas


Logo:


Resultado = Escolhas x Processos x Pessoas


Percebe-se, portanto, por se tratar de uma multiplicação de fatores que a ineficiência de um fator é suficiente para inviabilizar o resultado do todo


Escolhas certas com processos ineficazes não geram resultado. Tampouco, escolhas erradas com pessoas certas ou escolhas certas com processos eficazes, mas pessoas erradas.


A partir disso, deixo em aberto as seguintes provocações: 


  • Faz sentido individualizar resultado? 

  • A empresa ou a escola de samba conseguiria formular o algoritmo que individualiza de "forma justa" o resultado gerado por cada colaborador?


Reflita e deixe sua opinião.



27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page